A força da sua vida (de oração)

por Mike Riccardi

Mike Riccardi
Mike Riccardi

“Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome.” (Mateus 6.9)

A primeira petição da “Oração do Senhor” (provavelmente um termo melhor seria “A Oração do Discípulo”) é deliberadamente a primeira. Essa petição primaz de que o nome de Deus seja glorificado atua como uma guia-mestra sobre o que os discípulos de Jesus devem orar. Tudo que pedimos em oração e tudo o que fazemos em nossas vidas devem ser pedidos e realizados de maneira que Deus seja glorificado – de maneira que a beleza de suas multiformes perfeições sejam magnificadas por todos que as vejam. A glória de Deus não deveria somente nos levar a orar; deveria moldar tudo pelo que oramos.

Esse é maior dos pedidos que podemos fazer a Deus, porque este é Seu compromisso final e mais fundamental. O Próprio Deus afirmou que tudo o que faz Ele faz com o objetivo principal da glória de Seu próprio nome.

  • Isaías 42.8 – Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei.
  • Isaías 43.7 – A todos… que criei para a minha glória.
  • Isaías 43.25 – Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim.
  • Isaías 48.11 – Por amor de mim, por amor de mim o farei, porque, como seria profanado o meu nome? E a minha glória não a darei a outrem.
  • Ezequiel 36.22-23 – Não é por respeito a vós que eu faço isto, ó casa de Israel, mas pelo meu santo nome, que profanastes entre as nações para onde fostes.E eu santificarei o meu grande nome.
  • Efésios 1.11-12 – …conforme o propósito daquele que faz todas as coisas, segundo o conselho da sua vontade; Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo.

E ele nos deu o mesmo mandamento: glorificá-lo – considerá-lo o mais precioso – em tudo o que fazemos. Tudo em que conduzimos nossas vidas deve ser controlado pelo desejo de que o nome de Deus seja santificado por todos os povos, para Sua glória ser magnificada à vista de todas a criação.

  • 1 Coríntios 10.31 – Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus.
  • 1 Pedro 4.11 – Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém.

O próprio Jesus orou dessa forma:

  • João 12.28 – Pai, glorifica o teu nome. Então veio uma voz do céu que dizia: Já o tenho glorificado, e outra vez o glorificarei.
  • João 17.1 – Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti.

E também uma grande nuvem de testemunhas nos aconselha sobre o que essa instrução significa em nossas vidas de oração:

  • R.C. Sproul: “Ele está nos ensinando a pedir que o nome de Deus seja considerado sagrado, que seja tratado com reverência, e que seja visto como santo. Devemos perceber nisto se estamos orando de acordo com o padrão que Jesus nos apresenta”.
  • John Piper: “Oramos para que nós mesmos, outros seguidores de Jesus e o mundo reverenciemos e valorizemos o nome de Deus acima de todas as coisas. Essa é a primeira função da oração – orar para que as pessoas busquem a glória de Deus”.
  • Martyn Lloyd-Jones: “Significa um desejo ardente de que o mundo inteiro ajoelhe-se diante de Deus em adoração, em reverência, em louvor, em culto, em honra e em gratidão. Este é nosso desejo supremo? É aquilo que está sempre em primeiro lugar nas nossas mentes não importa sobre o que oremos a Deus? Eu te lembro novamente que isso deveria acontecer em todas as nossas circunstâncias.”

Este é o seu desejo supremo? É a coisa mais importante em suas afeições, em tudo o que você faz? Que Deus providencie que assim seja.

A primeira petição da Oração do Discípulo nos ensina que devemos reorientar todo o nosso pensamento e todos os nossos desejos para que estejam inteiramente sintonizados com a glória de Deus. Como discípulo de Cristo, eu quero seguí-lO. Eu quero pensar como Ele, e me preocupar com aquilo que O preocupava. E, ao tornar evidente tanto pelo Seu exemplo quanto pela prioridade a essa primeira petição, Jesus estava preocupado em glorificar o Pai. Portanto, o desejo pela glória do nome de Deus diante de todos os povos deve dirigir tudo em nossas vidas. Isso inclui nossas vidas de oração.

Tags: , ,

Traduzido por Josaías Jr | Reforma21.org | Original aqui

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.