As bases da certeza cristã

por Tim Challies

Tim Challies
Tim Challies

Semana passada, vimos três afirmações sobre a certeza da salvação. Hoje eu gostaria de continuar com um breve comentário sobre as bases adequadas para a certeza da salvação.

É um fato triste, mas inegável, que muitas pessoas que pensam que são cristãs não são. No julgamento final, muitos se aproximarão de Jesus convencidos de que são salvos apenas para serem informados de que Jesus nunca os conheceu (e, portanto, que eles nunca o conheceram). O fato é que no fim das contas muitas pessoas dependem delas mesmas para garantir de sua salvação. Isso se aplica a crentes e não crentes. Uma pessoa pode ser verdadeiramente salva e ainda olhar para si mesmo como a garantia da salvação. Este é um terreno perigoso para trilhar; quando uma pessoa experimenta um momento de dúvida, sua certeza equivocada pode levá-la ao desespero. Quando a nossa certeza repousa sobre algo que fizemos, uma promessa que fizemos ou uma oração que oramos, colocamos a nossa certeza em terreno movediço.

Vamos para a Bíblia para descobrir as verdadeiras bases para nossa certeza.

A certeza se baseia no caráter de Deus

No último artigo eu citei as palavras do Apóstolo Paulo, como as encontramos em 2 Timóteo 1.12: “Eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até aquele dia.” Quais eram as bases da certeza de Paulo? Ele se apoiava no caráter de Deus. Ele sabia em quem tinha crido e confiava que Deus era bom e que o preservaria. Ele confiava na bondade de Deus e no desejo de Deus de salvar seu povo. Ele descansou nas palavras de Jesus que “Tudo o que o Pai me dá virá a mim, e quem vier a mim Eu nunca lançarei fora”. Ele sabia que Jesus nunca irá rejeitar qualquer um que vá a ele verdadeiramente, que repousa nele para a salvação.

A certeza se baseia nas promessas de Deus

Se a nossa certeza da salvação repousa sobre o bom caráter de Deus, então nós também podemos confiar nas suas boas promessas. Aqui estão algumas das promessas de Deus a respeito da salvação.

  • “Crê no Senhor Jesus e serás salvo …” (Atos 16.31).
  • “Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (João 3.16).
  • “E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna” (1 João 2.25)
  • “Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna. Ele não entra em juízo, mas passou da morte para a vida “(João 5.24).
  • “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Atos 2.21).

As promessas de Deus são certas e verdadeiras. Se Deus nos assegura que Ele nos aceita, quem somos nós para discutir? Quem somos nós para duvidar? Se a Bíblia é confiável em contar-nos como podemos ser salvos, também deve ser digna de confiança para termos confiança na salvação. Se não vamos confiar na Bíblia, em quem ou no que podemos confiar?

A certeza se baseia na obra consumada de Cristo

Podemos construir a nossa certeza sobre o fato de que Jesus Cristo morreu tendo realizado tudo o que era necessário para nos reconciliar com Deus. Seu trabalho foi um trabalho de conclusão. A questão que enfrentamos como crentes é: “Acreditamos nisso?” Nós cremos que Jesus realmente cumpriu sua missão? Em sua primeira carta a Timóteo, Paulo escreve: “Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores…” Jesus realizou o que ele veio fazer, ou ele simplesmente permite a possibilidade de que essa obra seja realizada?

Quando entendemos que a obra de Cristo é uma obra de conclusão, encontramos grande conforto. Não é um trabalho que ainda resta ser feito, mas um trabalho que já foi feito, que foi realizado, e que foi aceito pelo Pai.

E assim vemos que as bases da nossa salvação são o próprio Deus. Podemos ter grande confiança de que Deus deseja que nós tenhamos certeza e que ele está pronto, disposto e capaz de nos fornecer isso. Como, então, posso ter essa certeza? Como posso ter certeza de que sou verdadeiramente um cristão?

Marcas da Salvação

Para começar a responder isso vou mais uma vez me voltar para Donald Whitney, cujo trabalho sobre este assunto tem feito muito para o meu entendimento sobre a certeza. Vou mostrar um esboço das marcas da salvação que ele oferece. Ele começa com uma discussão sobre a confirmação interior do Espírito, mostrando que o Espírito Santo ministra a nós através da Palavra de Deus para abrir os nossos corações e mentes para a Bíblia de uma forma que nos dê segurança. Em seguida, ele ensina que a certeza pode ser experimentada, em parte, através de atitudes e ações que a Bíblia diz que acompanham a salvação. Aqui estão algumas perguntas que podem guiar-nos à medida que buscamos a certeza:

  • Você compartilha as intimidades da vida cristã com outros crentes?
  • Você tem uma profunda consciência do seu pecado contra a Palavra e o amor de Deus?
  • Você vive em obediência consciente à Palavra de Deus?
  • Você despreza o mundo e seus caminhos?
  • Você anseia o retorno de Jesus Cristo e ser semelhante a Ele?
  • Você habitualmente faz mais o que é certo e menos o que é pecado?
  • Você ama sacrificialmente cristãos e quer estar com eles?
  • Você discerne a presença do Espírito Santo dentro de você?
  • Você gosta de ouvir hoje as doutrinas que os apóstolos ensinaram?
  • Você acredita no que a Bíblia ensina sobre Jesus Cristo?

Estes princípios bíblicos, como um todo, podem fazer muito para garantir ao crente que Deus está trabalhando em sua vida, ou para mostrar ao incrédulo que ele precisa ser feito reto diante de Deus.

Conclusão

Há muito mais poderíamos discutir sobre este tópico, mas vou fechar este artigo mesmo assim. Confio, porém, que você entenda que a certeza da salvação é um privilégio do cristão e que temos a bênção de ser capazes de alcançá-la. Espero que você tenha entendido que nossa certeza da salvação não deve se basear em nossa sinceridade ou em qualquer coisa que tenhamos feito. Pelo contrário, a nossa certeza repousa inteiramente no caráter, nas promessas de Deus, e na obra consumada de Jesus Cristo. Podemos ter a certeza e oro para que você e eu a encontremos e possamos experimentá-la para a glória de Deus.

[tweet link=”http://iprodigo.com/?p=5866″]A nossa certeza da salvação repousa inteiramente no caráter, nas promessas de Deus, e na obra consumada de Jesus Cristo.[/tweet]

Traduzido por Josie Lima | iPródigo.com | Original aqui

Tags: , ,

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.