Conselhos para “crianças em Cristo” retirados de Atos 9

por David Roper

Nas Escrituras, vemos que Jesus ao falar a Nicodemos comparou o processo de conversão com o nascimento: “Se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus” (João 3.3; cf. 3.5; 1 Pedro 1.22, 23). O Novo Testamento refere-se aos cristãos recém convertidos como “crianças em Cristo” (1 Coríntios 3.1; veja também Hebreus 5.13), sendo que nestas passagens o uso é negativo, visto que não há nada de errado em se começar a vida como uma criança; mas há muita coisa errada em se permanecer criança pelo resto da vida!

Gostaria de deixar aqui alguns conselhos baseados em Atos 9 para aqueles que ainda são “crianças em Cristo”:

1.     Valorize sua família “em Cristo” (9.19, 20, 26-28, 30)

As crianças sempre requerem uma atenção contínua e a família é o lugar desse cuidado constante. Para os da fé, Deus proveu uma família para cuidar daqueles que são “crianças em Cristo” – a igreja. A igreja é a “casa de Deus” (1 Timóteo 3.15) que pode ser aqui traduzida por “família de Deus”. Portanto, não despreze a família espiritual providenciada por Deus para provisão e cuidado.

2.     É preciso aprender a falar (9.20-22, 27-29; 26.20)

Como pais, ficamos entusiasmados quando nossos bebês começam a falar! Também há alegria no meio do povo de Deus quando as “crianças em Cristo” começam a falar. Quando Saulo “nasceu de novo”, ele começou a falar imediatamente – frases completas – sobre Jesus. Não sabemos em que dia da semanada ele foi batizado, mas, no sábado seguinte, ele estava presente na sinagoga: “E logo pregava, nas sinagogas, a Jesus, afirmando que este é o Filho de Deus” (9.20). Pela primeira vez, Jesus foi pregado como “o Filho de Deus” no Livro de Atos. Com o passar dos dias, Saulo continuou a “pregar ousadamente em nome de Jesus” (9.27). Saulo fez mais do que declarar que Jesus era Messias; disse a seus colegas judeus que, assim como ele, eles precisavam mudar de partido! Declarou ele: “aos de Damasco… que se arrependessem e se covertessem a Deus, praticando obras dignas de arrependimento” (26.20). Quando foi a Jerusalém, “pregou ousadamente em nome do Senhor” (9.28) e “falava e discutia com os helenistas [em suas sinagogas]” (9.29). Ao prosseguir em suas viagens, o método do apóstolo era ir sempre primeiro a uma sinagoga – e sua mensagem era sempre que “Jesus… é o Filho de Deus” (9.20; veja 1 Coríntios 2.2; Gálatas 6.14).

O exemplo de Saulo é digno de imitação por parte de todo cristão recém convertido. Vimos que, primeiro, ele começou a falar imediatamente. De fato, não puderam fazê-lo calar! Em segundo lugar, ele começou a falar onde ele estava. Em terceiro lugar, ele falou o que sabia. Em quarto lugar, o centro de sua história era sempre Jesus Cristo e o que Este fizera por ele!

3.     Coma, saboreia a sua refeição – A Palavra da Verdade (9.22)

Algo muito importante para a “toda criança em Cristo” é a necessidade de crescer. Crescer “na graça e no conhecimento do nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo” (2 Pedro 3.18). Se o crescimento é lento ou rápido não é tão importante quando se ele está acontecendo. Atos 9.22 diz que “Saulo se fortalecia e confundia os judeus” (grifo meu). “Fortalecer-se” contrasta com o versículo 19, que observa o seguinte após o batismo de Saulo: “depois de ter-se alimentado, sentiu-se fortalecido”. Primeiro, o corpo de Saulo foi fortalecido; depois, sua alma foi fortalecida. Como a oposição de Saulo aumentou, sua força também precisou aumentar — e aumentou. A NVI traz “Saulo se fortalecia cada vez mais”. Lucas não contou como Saulo aumentou em força, mas sabemos que um fator determinante foi o aumento do conhecimento do apóstolo a respeito de Jesus. Pedro escreveu: “desejai ardentemente, como crianças recém nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para a salvação” (1 Pedro 2.2; grifo meu; veja também Hebreus 5.12-14). Saulo recebeu seu conhecimento a respeito de Jesus em dois dias.

A maneira mais importante pela qual Saulo recebeu seu conhecimento foi uma revelação direta do Senhor. Posteriormente, explicou ele: “Faço-vos, porém, saber, irmãos, que o evangelho por mim anunciado não é segundo o homem, porque eu não o recebi, nem o aprendi de homem algum, mas mediante revelação de Jesus Cristo… nem subi a Jerusalém para os que já eram apóstolos antes de mim, mas parti para as regiões da Arábia…” (Gálatas 1.11, 12, 17).

Para uma criança em Cristo crescer forte, deve ser alimentada com a Palavra de Deus. A Bíblia nos supre com o que a revelação direta e as informações pessoais supriram Paulo. Mais tarde, ele disse a Timóteo que “as sagradas letras… podem tornar-te sábio para a salvação em Cristo Jesus” (2 Timóteo 3.15). Ele comparou as Escrituras a uma ferramenta e desafiou o jovem pregador a aprender a usar sua ferramenta, para ser “um obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” (2 Timóteo 2:15).

Poucas sugestões a recém convertidos são mais vitais do que esta: estude, estude e estude a Palavra de Deus! Imite os nobres cristãos de Beréia, que “receberam a palavra com toda a avidez, examinando as Escrituras todos os dias” (17.11). Estude a Bíblia por sua conta; separe um período regularmente para o estudo bíblico; use, se quiser, um programa ou roteiro de estudo. Igualmente, aproveite cada oportunidade para aprender. Como cristão, você faz parte da família de Deus. Frequente fielmente as aulas bíblicas e os cultos de adoração com seus irmãos em Cristo, e estude com eles. Aprenda a saborear sua comida espiritual!

Finalmente, pergunte a si mesmo: “Que tipo e progresso tenho tido como cristão?” Paulo escreveu estas tristes palavras a cristãos que não tinham crescido espiritualmente como deveriam: “Eu, porém, irmãos, não vos pude falar como a espirituais e sim… “como a crianças em Cristo”. Leite vos dei por alimento, e não comida sólida, porque não a podíeis suportar; nem ainda agora podeis” (1 Coríntios 3.1, 2).

É bom nascer como criança; é trágico permanecer como criança. Se o seu auto-exame sincero revela que você não tem crescido como deveria, tome a decisão de “crescer em tudo naquele que é a cabeça, Cristo” (Efésios 4.15).

Retirado do livro Atos, da série A Verdade para Hoje.

Tags: , , ,

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.