Falsas razões para o ministério de jovens

Josh Cousineau

Josh Cousineau

Nos últimos 10 anos de ministério cristão, estive em igrejas onde a expectativa para o ministério jovem é nada mais do que fazer as vezes de babá. Na verdade, houve uma vez em que ouvi uma conversa de pais sobre o quanto eles gostavam de ter encontros a noite quando largavam os seus filhos cedo no grupo de jovens! Não estou inventando isso, isso realmente aconteceu… Foi no mínimo interessante e esclarecedor. Talvez você nunca tenha ouvido esse tipo de  conversa, mas eu posso garantir que em qualquer igreja, em qualquer denominação, existem muitas razões diferentes que as pessoas da sua igreja pensam sobre a existência do ministério jovem, e muitos delas não são nem certas ou bíblicas.

Gostaria de entrar e mencionar alguns dos motivos falsos para ter um ministério de jovens. Talvez eles simplesmente sejam bons para uma risada ou talvez (espero) o Espírito use-os para confrontar os pastores e pessoas que trabalham com jovens com o que não é o foco do ministério.

• Salvar a igreja – Ter um ministério de jovens pode ser parte do crescimento de sua igreja, mas ele não vai salvá-la. Ele nunca vai salvar a sua igreja. Somente o evangelho irá salvar sua igreja. Nenhum pastor de jovens, não importa o quão bom seja, será capaz de dar vida a uma igreja que está morrendo.

 • Criar filhos piedosos – Ministério jovem não é a maneira de educar  filhos piedosos por si só. Mais uma vez, como acima, pode ser parte da solução, mas é preciso muito mais para uma igreja ter alunos piedosos do que simplesmente ter um ministério de jovens. Portanto, não inicie um grupo de jovens com o pensamento de que, “agora as crianças vão ser santas!”

 • Cuidar das crianças – Como a história acima assinala, há pessoas dentro das igrejas que olham para o ministério de jovens como simplesmente um lugar para vigiar seus filhos. Claro, esperamos que você realmente cuide dos adolescentes quando estiver com eles em uma viagem missionária para a África, mas este não deve ser o objetivo maior do seu ministério de jovens.

Apenas para membros da igreja – Um grupo de jovens tem de estar cumprindo a missão que Jesus deu aos discípulos: alcançar o mundo para Jesus. Isto significa que um grupo de jovens não pode ser apenas para aquelas os bons meninos da igreja. Ele deve se parecer mais com uma feira do que com um clube de golfe.

 • Apenas para evangelismo – Como acima, a igreja também precisa cuidar das pessoas no rebanho, o que significa que não pode ser apenas para alcançar as crianças skatistas e jovens problemáticos. Ele também precisa ministrar aos filhos do pastor.

Manter os jovens fora do culto - Muitas vezes a liderança de uma igreja vê o ministério de jovens como forma de manter os jovens fora do culto e fora de suas vistas. Há necessidade de repreensão nessa situação. Jesus acolheu as crianças e adolescentes na vida dele, e deveria ser assim com a nossa liderança da igreja!

Substituir os pais – O ministério jovem nunca irá substituir o papel que Deus deu aos pais. Apesar de alguns ministros de jovens pensarem algo tipo “se eu pudesse me livrar desses pais, então esses jovens iriam crescer”, essa é uma mentira das profundezas do inferno. Não acredite nisso nem por um momento. Você é simplesmente chamado para ficar ao lado da família e da igreja na formação de discípulos que amam e servem a Jesus.

Traduzido por Annelise Schulz | Reforma21.org | Original aqui

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.