Gigante casto #1: O poeta erótico

por Joffre Swait

Joffre e sua família

Nota do tradutor: Para entender essa série, clique aqui. Ou acompanhe as entrevistas nesse link.

Remy é o primeiro convidado. Ele é professor e poeta ao mesmo tempo.

P: Você era virgem até se casar. Isso aconteceu com quantos anos?

Eu tinha 23 quando me casei, e era virgem nessa época.

P: Se um homem não é virgem quando se casa, o quanto isso pode ser um problema?

O pecado destrói. Nós fomos criados para viver de certa forma e se desviar disso nos destrói. Pecados sexuais são mais danosos porque tem repercussões profundas na cultura. Ao destruir a si mesmo, você afeta outra pessoa; ao tomar algo que não é seu, você defrauda a outra pessoa e o futuro cônjuge dela, além de si mesmo.

P: Eu tenho notado que as pessoas dificilmente acreditam que um jovem pode permanecer virgem por opção. Isso é, o sexo seria impossível de ser resistido por muito tempo. Eu tenho certeza que foi muito difícil, mas o quanto for, realmente? Que tipo de luta é essa?

Eu penso que formos criados para desejar o sexo, e é normal ter esse desejo. Uma grande vontade de fazer sexo é um bom motivado para se preparar para o casamento. Algo ser difícil não torna isso não natural. Por exemplo, ter domínio sobre nossos sistema excretor é uma prática difícil que leva um ano ou dois, às vezes mais. E essa é uma necessidade biológica que nós somos equipados para realizar desde o nascimento, o que não é o caso dos órgãos sexuais. Assim, a castidade não é um fardo de 20 e poucos anos, para início de conversa. Mas esse é um tempo para dominarmos nossas inclinações.

Mas é complicado, e não devemos desejar que seda de outra forma porque queremos ser pessoas resolutas, motivadas em tudo, não relaxadas e escravizadas, mas dirigidas. Aliviar a pressão para agir, a pressão para amadurecer, para ser um contribuinte válido para esse mundo, é um desejo suicida. Adiar indefinidamente planos para se casar, que é onde você descobre a si mesmo (ao contrário da ideia corrente de “auto-descobrimento”) é soltar no mundo uma pessoa incompleta, inútil e sem propósito. O casamento faz o homem, e não o homem o casamento.

Então, foi difícil, como as coisas boas são e, por vezes, foi um tormento. Foram como horas de academia para atingir o tipo físico ideal.  Sexo pré-marital é como bronzeamento artificial e pílulas de creatina, que resultam em corpos estranhos, deformados e anêmicos, com problemas sérios de coração. Sempre haverá a tentação de buscar o caminho mais fácil, o atalho que passa pelo caminho mais egoísta, sem propósito e vaidoso. Mas também sempre haverá os homens de verdade.

P: Você deve ser algum tipo de maricas. Assim como os outros caras do tipo “vou esperar até casar”. O que você diz sobre isso?

Nós aceitamos algumas mentiras que são tão ridículas como algumas cantadas. Uma das mais absurdas é pensar que, quanto mais mulheres você se deita, mais habilidades sexuais você tem, que mais mulheres é igual a mais experiência. Nada está mais longe da verdade. Pense em um homem que declara seu amor às cidades, a todas as cidades, e fala sobre seu vasto conhecimento das cidades. Ele passa uma noite em cada cidade, uma atrás da outra. Ele desce do ônibus, compra uma camiseta, marca um nome na sua lista e volta para o ônibus. Você acha que ele é um grande amante de cidades? Provavelmente, ele é o turista mais raso que existe, é o idiota que lidera o grupo de consumidores regulares de lojas de souvenir por todo o país. Ele não sabe nada sobre a cidade, não ama nenhuma cidade, mas adora ver sua coleção de camisetas baratas com frases toscas de cada cidade pela qual passou. O homem que diz conhecer Nova York porque certa vez se deitou em um banco do Central Park em uma noite chuvosa qualquer é um grande tolo.

Assim é o cafajeste, que seduz mulheres com truques e frases manjadas. Ele nunca precisou satisfazer uma mulher noite após noite. Ele só consegue conquistar as mulheres que já estão como frutos quase caindo do pé. Um homem de verdade sabe como satisfazer uma mulher que passou o dia inteiro lidando com crianças escandalosas, que passaram margarina em seu cabelo quando ela se distraiu e que passou o dia usando pijamas velhos e calçolas da vovó porque a pilha de roupas para lavar está chegando aos céus. Um homem de verdade não pode confiar em alguns truques sexuais para satisfazer uma mulher, despejando sempre uma das duas cantadas que ele sabe e que só funcionam com mulheres desprevenidas, um homem de verdade enfrenta o mesmo time noite após noite, e as jogadas que funcionaram ontem não são boas o suficiente para hoje. Homens de verdade conquistam a mesma mulher toda noite ao serem sempre inovadores. Cafajestes, no auge de sua inutilidade, têm tão pouco a oferecer que precisam ir atrás de várias mulheres com seus truques e disfarces.

P: Que bem lhe fez permanecer virgem até o casamento?

Sexo sem compromisso é um sexo sem objetivo, não tem propósito, e não há como se conectar de forma significativa sem compromisso. Assim, sexo pré-marital é uma masturbação a dois. A mulher se torna apenas uma mão diferente da sua, e se masturbar com ela impede qualquer tipo de maturidade. O sexo dentro do casamento é um sexo com fins definidos, há algo para se buscar e há um senso de dever cumprido. É uma colaboração verdadeira.

Mas a melhor parte é que seus desejos, gostos e preferências sexuais são moldadas pelo seu parceiro. Fora do casamento, nossos gostos são moldados pelos filmes e por estranhos quaisquer, por piadas e capas de revista, mas dentro do casamento, seus desejos são moldados pela pessoa que mais te ama. Verdadeiros amantes, um homem ou uma mulher comprometidos, se isolam no ruído sexual ao seu redor, ignoram os ventos e estão livres para criar uma experiência sexual única, personalizada e original. Amor sob medida.

Pular de cama em cama cria amantes mal resolvidos, bagunças incoerentes incapazes de amar completamente, que perdem sua alma ao distribuí-la em parcelas para cada objeto de sua luxúria. São os Frankenstein’s dos tempos modernos, uma amálgama sexual que não forma ninguém específico. Mas o homem casto pode dizer “essa é a minha esposa, não há ninguém como ela, ninguém realmente pode me satisfazer como ela, eu sou dela, não há ninguém como eu e ninguém pode satisfazê-la como eu”.

Tags: , , , ,

Traduzido por Filipe Schulz | Reforma21.org | Original aqui

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.