Lutando contra o tédio por Deus

por Jon Saunders

Jon Saunders

Michigan é um bom estado para se viver, exceto no mês de março. A promessa de verão ainda está longe e a lembrança do inverno frio ainda está presente. A neve é cinza e lamacenta. A grama e as flores estão mortas. Tudo parece tedioso. Em março, anseio pelos meses de verão quando o frio e o cinza são substituídos pelo calor e vibração. Geralmente é fácil ficar entediado com Deus e vê-lo como um março lamacento em Michigan. Aqui estão algumas coisas que fiz e que me lembrei para me manter longe do perigoso pecado de se entediar com Deus.

Preste atenção

Em casa segundo da vida, Deus está fazendo um milhão de coisas impressionantes que, se pensarmos sobre elas, deveríamos ficar de queixo caído. Estrelas continuam presas no céu, o romance com a minha esposa continua maravilhoso, formigas continuam a marchar em linha e peixes continuam a nadar no fundo dos oceanos com uma lâmpada pendurada em suas cabeças (tecnicamente, esses são chamados de Peixe Pescador, mas isso tira a graça). Se a vida é entediante, é porque não estamos prestando atenção em tudo que Deus está fazendo.

Essas duas afirmações de Chesterton me ajudaram a prestar atenção.

Uma coisa é descrever uma entrevista com uma górgona ou um grifo, uma criatura que não existe; outra coisa é descobrir que o rinoceronte existe e depois sentir prazer pelo fato de que ele parece um animal que não existe. A gente procura a verdade, mas pode acontecer que a gente procure instintivamente as verdades mais extraordinárias.

Quando estou sonhando acordado sou levado por pensamentos de viver em Nárnia. Não seria divertido encontrar o Sr. Tumnus? No entanto, volto para a realidade e percebo que tenho algo melhor do que conhecer o Sr. Tumnus. Deus fez um rinoceronte em seu lugar.  Lewis teve que pegar emprestado da imaginação de Deus para criar sua criaturas. Deus inventou criaturas reais sem pegar emprestado de ninguém.

E aqui está outra afirmação de Chesterton:

E possível que Deus todas as manhãs diga ao sol: “Vamos de novo”; e todas as noites à lua: “Vamos de novo”. Talvez não seja uma necessidade automática que torna todas as margaridas iguais; pode ser que Deus crie todas as margaridas separadamente, mas nunca se canse de criá-las. Pode ser que ele tenha um eterno apetite de criança; pois nós pecamos e ficamos velhos, e nosso Pai é mais jovem do que nós. A repetição na natureza pode não ser mera recorrência; pode ser um BIS teatral.

Isso me pega toda vez. Tenho três filhos e, honestamente, gostaria que pudesse ser mais parecido com elas. Crianças percebem coisas simples e coisas simples as deixam incrivelmente animadas. Senhor, impeça-me de ser um adulto entediado. Como eu anseio pelo céu – quando serei infantil de todas as maneiras certas, e sentarei e observarei o Sol em maravilhosa admiração, sabendo que Deus dá uma ordem feliz e o Sol aparece no céu.

Veja a alegria do mundo como um exemplo da alegria maior em Deus

Muitas vezes, digo aos meus amigos que a Teologia Reformada me fez amar comer. Eles geralmente pensam que estou fazendo piada, mas não estou. Na verdade, a Teologia Reformada não apenas aumentou o meu amor por comida, mas também por esportes, sexo, amizade, natureza e centenas de outras coisas. O que a Teologia Reformada faz é nos ajudar a ver o mundo como um maravilhoso dom de Deus para nos levar a ele. Usando a linguagem de Colossenses 2.16, tudo desse mundo é uma sombra planejada para nos levar à realidade, que é Cristo. O mandamento, então, é que desfrutemos ao máximo as sombras para sentirmos a realidade ainda mais.

Se você comer e se entediar, então vai ver Deus como entediante. Quando como, experimento e presto atenção em cada sabor específico em minha boca, porque quanto mais como e aprecio aquele sabor, mais vou ansiar por Deus. Se camarão e aveia têm um gosto bom em um mundo caído, então, não posso acreditar em quão delicioso vai ser viver em uma eterna relação de aliança com o Deus que imaginou e criou o sabor de camarão e de aveia! É claramente um pecado adorar os dons do mundo de Deus, mas, também é pecado não se alegrar no que Deus criou como um meio de desejar mais por ele.

Deus não planejou vidas entediantes para nós. Ateístas vivem no cinza porque o fim da vida deles é nada, mas vivemos em cores porque Deus é soberano e feliz. Ele está realizando milhões de milagres surpreendentes a cada segundo, e o maior deles é que ainda sou um cristão. Senhor, afasta-me do pecado de me entediar com você.

Tags: , , ,

Traduzido por Pedro Vilela | Reforma21.org | Original aqui

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.