Moças e rapazes solteiros podem ser apenas amigos?

por J. Lee Grady

Semana passada estava muito feliz com um dos meus amigos solteiros, Roman, pois ele acredita ter encontrado a garota com quem deseja se casar. Naturalmente, estou feliz por ele e espero poder comparecer ao seu casamento. Meu desejo é que todos os meus amigos solteiros possam se casar.

Mas também me preocupa um pouco saber que muitos solteiros que eu queria que se casassem tem poucos amigos próximos do sexo oposto. Algo surgiu na cultura cristã que desencoraja amizades normais entre garoto e garota. É como se tivéssemos medo de que eles acabem indo para a cama se conversarem por mais de uma hora e compartilharem suas esperanças, medos ou lutas.

Enquanto isso, pressionamos rapazes e moças a se casarem se se tornam amigos (hmmmm Gina, eu vi você com o Brad ontem. Tem algo rolando entre vocês dois?”). Por que Gina e Brad não podem apenas se encorajarem em suas caminhadas com Deus sem fazerem muito caso de seu relacionamento? É possível para rapazes e garotas cristãs construir amizades saudáveis sem assumir que irão para o altar?

Eu creio que isso é possível. Aqui estão alguns pontos para desenvolver relacionamentos assim:

1. Veja seus amigos como família. Paulo disse a Timóteo que deveria tratar mulheres mais velhas como mães e mulheres mais novas como irmãs (cf. 1 Timóteo 5.2). A mesma regra se aplica às garotas: vocês deveria ver seus amigos cristãos homens como irmãos. Ter essa atitude de pureza de coração torna possível uma amizade. Se um rapaz vê sua amiga mulher como uma irmã, ele não vai desejar seu corpo; pelo contrário, seu instinto será de encorajá-la. Se uma jovem vê seu amigo homem como um irmão, ela cuidará dele e orará por ele sem esperar que ele tenha sentimentos sexuais por ela.

2. Evite a “pressão dos pares”. Em muitas igrejas hoje já uma pressão incrível para encontrar “a pessoa certa” que vai te tirar do mercado. Se você está carregando esse fardo, cada amizade com uma pessoa do sexo oposto pode ser um peso. “Ela é a pessoa certa?”. “Será que ele gosta de mim?”. “Como eu deveria me vestir?”. Essas preocupações se tornam ansiedade que pode arruinar a alegria da vida. Confie em Deus seu desejo de um cônjuge. Se você não se despreocupar, pode parecer desesperado – e isso é muito ruim. Pare de tentar fazer algo acontecer e apenas aproveite a oportunidade de conhecer uma pessoa nova. Lembre-se do Salmo 37.4: “Agrada-te do SENHOR, e ele satisfará os desejos do teu coração.”

3. Diga adeus ao embaraço. Antes de nos casarmos, minha esposa e eu temíamos os encontros. Chamar alguém que você mal conhece e convidá-lo para jantar ou ver um filme é assustador – e essa é a razão pela qual muitos rapazes cristãos ainda estão solteiros aos 35. Enquanto isso, garotas cristãs ouvem que devem esperar os rapazes darem o primeiro passo e assim são condicionadas a esperarem “o convite”. Você pode deixar de lado todo esse embaraço organizando encontros de grupo: saia com vários amigos para tomar café, convide-os para cozinhar alguma coisa ou dê uma festa. Então apenas aproveitem a companhia uns dos outros. E garotas: sintam-se à vontade para iniciar os convites!

4. Redescubram a arte de conversar. Na cultura midiática atual, esquecemos de como conversar uns com os outros. Muitos rapazes se sentem socialmente desastrados, então se afogam em videogames e se tornam ermitões emocionais. Eles precisam de amigos – incluindo amigas – para ajudá-los a sair de suas zonas de conforto. Enquanto isso, tanto rapazes quanto garotas estão tão viciados em seus telefones que não sabem como conversar por mais de uma hora sem checar suas mensagens. Se você quer ser um bom amigo, ouça, aprenda a focar na pessoa com quem você está conversando.

5. Não permita qualquer tipo insinuação. A mensagem que recebemos da mídia é que tudo é sexo. Mas como cristão, você não precisa de dobrar perante esse ídolo. Você pode ter uma amizade significativa com uma pessoa do sexo oposto sem precisar ir para a cama com ela. Mas se você pretende manter o relacionamento puro, você precisará estabelecer alguns limites óbvios. Use o senso comum. Não use roupas reveladoras. Não se toquem de forma inapropriada. E não passe a noite na casa um do outros em nome da “amizade”. Se vocês são amigos verdadeiros, irão respeitar um ou outro o suficiente para evitar um pecado sexual do qual irá se arrepender depois.

6. Mantenha suas amizades centradas em Cristo. Hebreus 3.13 diz: “pelo contrário, exortai-vos mutuamente cada dia”. Esse verso se aplica a homens e mulheres solteiras também. Nós precisamos do encorajamentos uns dos outros, e Deus quer que os membros solteiros da igreja estejam envolvidos nas vidas uns dos outros. Suas ligações, mensagens e conselhos honestos podem ser o que impulsiona os projetos de seus amigos; sua bondade e suas orações podem ser o que os ajudam a superar crises difíceis. Mantenha Jesus no centro de suas amizades e não perca a bênção que esses amigos podem ser para você.

Traduzido por Filipe Schulz | Reforma21.org | Original aqui

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.