O mais importante

por Tim Challies

Uma das minhas coisas favoritas a respeito das epístolas do Novo Testamento é os momentos pessoais, as interações pessoais entre o autor e sua audiência. Amo ler a lista “não esqueça o leite” de Paulo no final de 2 Timóteo. Eu amo ler suas saudações calorosas e lembranças ao final de Romanos.

Um grande momento ocorre em 2 Timóteo 3. Paulo escreve para Timóteo e o recorda do privilégio que ele teve quando mais novo: “Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido. E que, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus” (2 Timóteo 3.14-15).

Paulo relembra Timóteo das duas pessoas mais influentes na sua infância — sua mãe e sua avó (veja também 2 Timóteo 1:5). Nós aprendemos que Timóteo teve o distinto privilégio de ter sido criado em uma lar cristão, e Paulo quer que ele considere o que isso fez à ele e nele.

O que foi que a mãe e a avó de Timóteo fizeram para que elas merecessem o elogio de Paulo? O que fizeram elas que fez tanta diferença na vida de Timóteo? Não foi fazer com que Timóteo estudasse e memorizasse seu catecismo. Não foi ensiná-lo teologia sistemática. Paulo não o elogiou por todos os versículos Bíblicos que ele havia memorizado nem por todos os hinos que ele sabia. Ele nem mesmo mencionou Timóteo como tendo um mentor ou alguém que o tomou debaixo das suas asas. Estas coisas são todas boas, mas não foram as coisas que interessaram Paulo aqui.

Paulo somente diz isto: que a mãe e avó de Timóteo introduziram ele à Bíblia, o que ele se refere como “as sagradas letras”. E a Bíblia havia feito uma obra em Timóteo. A Bíblia havia feito toda a diferença. Havia feito de Timóteo um homem sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Havia salvado a sua alma e o tornado no homem que ele se tornou.

Julgo isso ser um encorajamento doce e oportuno. Há tantos meios pelos quais eu sinto o meu fracasso como pai. Há tantas coisas que eu escuto outros pais fazendo e eu me vejo desejando que eu estivesse fazendo tais coisas também. Porém, nas palavras de Paulo, eu sou lembrado que o meu papel primordial como pai é simplesmente expor os meus filhos à palavra de Deus. Não importa as outra coisa que eu faça, eu preciso fazer isso. E isso eu faço. Dia após dia nós lemos a palavra de Deus juntos e semana após semana nós ouvimos juntos a palavra pregada e ensinada. A medida que nós podemos, nós fazemos do nosso lar um lugar onde a Palavra está presente e é honrada.

Estou mais convencido que nunca de que nada fará maior diferença na vida dos meus filhos do que isso: expô-los à perfeita e poderosa Palavra de Deus. Se eu fizer isto, eu estou fazendo a coisa certa. Eu estou fazendo a melhor coisa. Eu estou fazendo o mais importante

Tags: , ,

Traduzido por Nayara Andrejczyk | Reforma21.org | Original aqui

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.