O zelo de Deus por sua própria Glória

por John Piper

por John Piper

Provavelmente nenhum texto na Bíblia revela mais explícita e claramente a paixão de Deus por sua própria glória que Isaías 48.9-11, onde Deus diz:

Por amor do meu nome retardarei a minha ira, e por amor do meu louvor me refrearei para contigo, para que te não venha a cortar. Eis que já te purifiquei, mas não como a prata; escolhi-te na fornalha da aflição. Por amor de mim, por amor de mim o farei, porque, como seria profanado o meu nome? E a minha glória não a darei a outrem.

Descobri que para muitas pessoas essas palavras vêm como seis materladas, que destroem a maneira antropocêntrica de enxergar o mundo:

Por amor do meu nome!
Por amor do meu louvor!
Por amor de mim!
Por amor de mim!
Como seria profanado o meu nome?
E a minha glória não a darei a outrem.

O que esse texto martela em nós é a centralidade de Deus em suas próprias afeições. O coração mais apaixonado pela glorificação de Deus é o coração de Deus. O objetivo final de Deus é preservar e manifestar a glória de seu nome.

Deus escolhe seu povo para sua glória:

Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, para louvor e glória da sua graça. (Efésios 1.4-6, cf. VV.12,14).

Deus nos criou para sua glória:

Trazei meus filhos de longe e minhas filhas das extremidades da terra. A todos os que são chamados pelo meu nome e os que criei para a minha glória. (Isaías 43.6-7)

Deus chamou Israel para sua glória:

Tu és meu servo; és Israel, aquele por quem hei de ser glorificado. (Isaías 49.3)

Eu liguei a mim toda a casa de Israel, e toda a casa de Judá, diz o SENHOR, para me serem por povo, e por nome, e por louvor, e por glória. (Jeremias 13.11)

Deus resgatou Israel do Egito para sua glória:

Nossos pais não entenderam as tuas maravilhas no Egito… antes o provocaram no mar, sim no Mar Vermelho. Não obstante, ele os salvou por amor do seu nome, para fazer conhecido o seu poder. (Salmo 106.7-8)

Deus levantou Faraó para manifestar seu poder e glorificar seu nome:

Porque diz a Escritura a Faraó: Para isto mesmo te levantei; para em ti mostrar o meu poder, e para que o meu nome seja anunciado em toda a terra. (Romanos 9.17)

Deus venceu Faraó no Mar Vermelho para manifestar sua glória:

E eu endurecerei o coração de Faraó, para que os persiga, e serei glorificado em Faraó e em todo o seu exército, e saberão os egípcios que eu sou o SENHORE os egípcios saberão que eu sou o SENHOR, quando for glorificado em Faraó, nos seus carros e nos seus cavaleiros. (Êxodo 14.4,18; cf. v.17)

Deus manteve Israel no deserto para glória de seu nome:

O que fiz, porém, foi por amor do meu nome, para que não fosse profanado diante dos olhos dos gentios perante a vista dos quais os fiz sair. (Ezequiel 20.14)

Deus deu a Israel vitória em Canaã para a glória de seu nome:

E quem há como o teu povo, como Israel, gente única na terra, a quem Deus foi resgatar para seu povo, para fazer-te nome, e para fazer-vos estas grandes e terríveis coisas à tua terra, diante do teu povo, que tu resgataste do Egito, desterrando as nações e a seus deuses? (2 Samuel 7.23)

Deus não espalhou seu povo para a glória de seu nome:

Não temais; vós tendes cometido todo este mal; porém não vos desvieis de seguir ao SENHOR… Pois o SENHOR, por causa do seu grande nome não desamparará o seu povo. (1 Samuel 12.20,22)

Deus salvou Jerusalém de ataques para glória de seu nome:

Porque eu ampararei a esta cidade, para a livrar, por amor de mim e por amor do meu servo Davi. (2 Reis 19.34; cf. 20.6)

Deus restaurou Israel do exílio para glória de seu nome:

Assim diz o Senhor DEUS: Não é por respeito a vós que eu faço isto, ó casa de Israel, mas pelo meu santo nome… E eu santificarei o meu grande nome… E os gentios saberão que eu sou o SENHOR. (Ezequiel 36.22-23; cf. v.32)

Jesus procurou a glória de seu Pai em tudo que ele fez:

Quem fala de si mesmo busca a sua própria glória; mas o que busca a glória daquele que o enviou, esse é verdadeiro, e não há nele injustiça. (João 7.18)

Jesus nos disse para fazer boas obras, a fim de que Deus receba a glória:

Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. (Mateus 5.16; cf. 1 Pedro 2.12)

Jesus advertiu que não buscar a glória de Deus torna impossível a fé:

Como podeis vós crer, recebendo honra uns dos outros, e não buscando a honra que vem só de Deus? (João 5.44)

Jesus disse que ele responde a oração para que o Pai seja glorificado:

E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. (João 14.14)

Jesus suportou suas horas finais de sofrimento para a glória de Deus:

Agora a minha alma está perturbada; e que direi eu? Pai, salva-me desta hora; mas para isto vim a esta hora. Pai, glorifica o teu nome. Então veio uma voz do céu que dizia: Já o tenho glorificado, e outra vez o glorificarei. (João 12.27-28)

Jesus falou assim e, levantando seus olhos ao céu, disse: Pai, é chegada a hora; glorifica a teu Filho, para que também o teu Filho te glorifique a ti. (João 17.1; cf. 13.31-32)

Deus deu seu Filho para vindicar a glória de sua justiça:

Deus propôs [Cristo] para propiciação pela fé no seu sangue, para demonstrar a sua justiça… Para demonstração da sua justiça neste tempo presente. (Romanos 3.25-26)

Deus nos perdoa de nosso pecados por amor de si mesmo:

Eu, eu mesmo, sou o que apago as tuas transgressões por amor de mim, e dos teus pecados não me lembro. (Isaías 43.25)

Por amor do teu nome, SENHOR, perdoa a minha iniqüidade, pois é grande. (Salmo 25.11)

Jesus nos recebe em comunhão para a glória de Deus:

Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus. (Romanos 15.17)

O ministério do Espírito Santo é glorificar o Filho de Deus:

Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar. (João 16.14)

Deus nos instrui a fazer tudo para sua glória:

Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus. (1 Coríntios 10.31; cf. 6.20)

Deus nos diz que sirvamos de uma forma que o glorificará:

Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém. (1 Pedro 4.11)

Jesus nos completará com frutos de justiça para a glória de Deus:

E peço isto… [que vocês sejam] Cheios dos frutos de justiça, que são por Jesus Cristo, para glória e louvor de Deus. (Filipenses 1.9,11)

Todos estão sob julgamento por desonrar a glória de Deus:

Tornaram-se loucos e mudaram a glória do Deus incorruptível em semelhança da imagem de homem corruptível, e de aves, e de quadrúpedes, e de répteis. (Romanos 1.22,23)

Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus. (Romanos 3.23)

Herodes foi ferido mortalmente porque não deu glória a Deus:

E no mesmo instante feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus. (Atos 12.23)

Jesus está vindo novamente para a glória de Deus:

Os quais, por castigo, padecerão eterna perdição, ante a face do Senhor e a glória do seu poder, quando vier para ser glorificado nos seus santos, e para se fazer admirável naquele dia em todos os que crêem. (2 Tessalonicenses 1.9-10)

O alvo final de Jesus para nós é que vejamos e desfrutemos de sua glória:

Pai, aqueles que me deste quero que, onde eu estiver, também eles estejam comigo, para que vejam a minha glória que me deste; porque tu me amaste antes da fundação do mundo. (João 17.24)

Mesmo em ira, o alvo de Deus é fazer conhecido o poder de sua glória:

Querendo [Deus] mostrar a sua ira, e dar a conhecer o seu poder, suportou com muita paciência os vasos da ira, preparados para a perdição; para que também desse a conhecer as riquezas da sua glória nos vasos de misericórdia, que para glória já dantes preparou. (Romanos 9.22,23)

O plano de Deus é encher a terra com o conhecimento de sua glória:

Porque a terra se encherá do conhecimento da glória do SENHOR, como as águas cobrem o mar. (Habacuque 2.14)

Tudo o que acontece redundará na glória de Deus:

Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém. (Romanos 11.36)

Na Nova Jerusalém a glória de Deus substitui o sol:

E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem iluminado, e o Cordeiro é a sua lâmpada. (Apocalipse 21.23)

Traduzido por Josaías Jr | iPródigo

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.