Por que se preocupar com a pureza sexual?

por Edward T. Welch

Ed Welch
Ed Welch

“Deus se importa com o que fazemos com a nossa genitália?” Um sensato amigo me perguntou isso. Eu achei que ele estava brincando. Ele não estava.

Era uma pergunta retórica; ele não estava esperando uma resposta. Mas é uma pergunta que te leva a pensar. Deus se importa? Por que ele se importa? Se eu não tenho uma imediata e convincente resposta para essa pergunta, eu estou em apuros. Aqui, na sexualidade, é onde o mundo, a carne e o diabo convergem. Cada um já é um desafio, mas quando eles lutam em conjunto, nenhum mero humano pode suportar.

Aparentemente, outros já fizeram essa pergunta

“Comida para o estômago e o estômago para a comida” – mas Deus irá destruir os dois. O corpo não é destinado à imoralidade sexual, mas para Deus, e Deus para o corpo. (1 Coríntios 3.13)

A referência pode parecer um pouco exotérica, mas o Apóstolo Paulo está falando conosco. Parafraseando, ele está dizendo o seguinte:

Vocês acham que a comida que comemos não é muito importante – podemos comer todos os tipos de comida e não apenas o que o antigo testamento permite. Isso é verdade. Mas vocês ampliaram isso para dizer que o que fazemos com o nosso corpo físico não é tão importante, e isso não é verdade. Quando se trata de sexo, o Senhor não deixa esses assuntos a cargo da consciência individual. Não, toma conta disso. O que fazemos sexualmente é, sim, importante para Ele.

Seu corpo pertence a Deus

Então Paulo entra no porquê. O argumento dele é sofisticado e se apóia em um ponto teológico particular: possui autoridade sobre nós aquele a quem nos unimos. Sua conclusão: “que vocês não são de si mesmos; vocês foram comprados por alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo.” (1 Coríntios 6.19-20)

Mesmo sem saber todos os detalhes da lógica de Paulo, esse me pegou. Eu não sou de mim mesmo. Nunca fui. Nunca serei. Não há lugar nenhum na Terra em que sejamos mestres de nós mesmos.

Luxúria é cobiça

Este é um bom começo. Faz sentido, vai fundo, e surpreende. Agora, apenas mais uma coisa. Alguns problemas sexuais não são sempre sobre nossa genitália. Às vezes o sexo é sobre a “luxúria dos olhos” (1 João 2.16). Todo mundo já fez isso, todo mundo olha. Qual é o problema?

[tweet link=”http://iprodigo.com/?p=5692″]O que eu “vejo” é o que eu quero possuir. Pornografia não é sobre a nossa visão. É sobre o nosso coração.[/tweet]

Aqui está o ponto importante. O que eu “vejo” é o que eu quero possuir. Pornografia não é sobre a nossa visão. É sobre o nosso coração. Eu estou dizendo, EU QUERO PARA MIM, que é exatamente o que a imagem promete. A pessoa na fotografia quer pertencer a você, e apenas você. “Olhar” sexual, quer estejamos olhando para uma pessoa real, ou virtual, imaginária, se trata de cobiça. Eu quero acumular para o meu próprio reino. Deus é bom – mas ele não vai me dar tudo aquilo que eu quero.

Eita. Me pegou.

Escreva seu pensamento regularmente

Este é o motivo pelo qual eu sinceramente recomendo que anote essas coisas. Há algo sobre escrever o que nos motiva a tomar mais cuidado. É um tipo de meditação. E depois separe um tempo para fazer isso novamente no próximo mês, ou amanhã.

Anote um estudo bíblico

Com isso em mente, você pode anotar alguma reflexão bíblica sobre o auto-controle sexual – todo mês. E podemos avaliar nossa reflexão para ver se:

1- Faz sentido.

2- Vai mais profundamente do que a sabedoria que não tem acesso às Escrituras

3- Ainda nos pega de surpresa.

O objetivo é continuar escrevendo até que tenhamos o prazer de dizer, “Senhor, obrigado, você me pegou”.

Traduzido por Marianna Brandão | iPródigo.com | Original aqui

Tags: , ,

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.