Retrospectiva 2012: posts mais visitados

por Equipe iPródigo

Fala galera! O ano está acabando e é hora de lembrar coisas boas que aconteceram. Como já é tradição, aí vão os 10 posts mais visitados do ano. Percebemos que a maioria dos posts lidou com temas de casamento e sexo. Outros textos de sucesso trataram de temas relativamente atuais: doutrinas e frases de efeito que ganham força na igreja e se infiltram como piedade.

Quem sabe você não viu algum deles ou quer relembrar algo que foi marcante? Então, aqui vai nosso top 10:

10) Sem santificação ninguém verá o Senhor, Josaías Jr. – Começando a lista com uma zebra, temos um texto dos primórdios do iPródigo, tratando de santidade. Nesse texto, Josa combate a ideia de que é possível que os salvos vivam uma vida sem santificação. Um chamado a um amor pela piedade e um alerta para aqueles que compreendem mal a natureza da graça de Deus.

O vídeo Jesus > Religião, de Jeff Bethke, inspirou dois posts nesse top 10

9) Mais Jesus, Menos Religião?, Equipe iPródigo – Uma frase clichê que merecia ser combatida foi tema do pródcast mais visitado esse ano. Nesse episódio, discutimos a (suposta) relação conturbada entre Jesus e religião. Será que ela é problemática mesmo ou é coisa do nosso tempo? Como a Bíblia via essa palavra tão temida hoje? Os leitores ouviram porque não deveríamos simplesmente colocar Cristo e a religião como opostos, e também como o cristianismo se mostra superior a qualquer outra crença.

8) Pelo que você está esperando?, Suzanne Hadley Gosselin – Nesse texto, a autora critica as ênfases dos movimentos que induzem os jovens a “esperar no Senhor” com relação ao futuro cônjuge. Além do problema de não mostrar Jesus como fonte de toda satisfação,   Suzanne Hadley também apresenta o perigo de confundir comprometimento com barganha enquanto se espera por um futuro cônjuge. Um texto para jovens solteiros(as) “à espera do amado(a)” guardarem.

7) Casamento é para perdedores, Kelly Flanagan – Em um mundo onde o ideal mais alto é o sucesso, Flanagam mostra que há um tipo de casamento que rejeita a vitória e abre mão de suas vontades: o casamento bíblico. Enfatizando a necessidade dos cônjuges sempre estarem dispostos a perderem em favor do outro, o autor faz um apelo à humildade dentro dos relacionamentos conjugais.

Capa da edição em português

6) Desintoxicação Sexual, Tim Challies. –  O campeão de 2010 e de 2011 perdeu sua posição, mas continua no nosso top 10!  Nestes artigos (ou no livro), Challies nos fala sobre os efeitos nocivos da pornografia na vida do jovem solteiro e em sua futura vida conjugal. Recebemos muitos testemunhos de como Deus usou essa série na vida de jovens e em igrejas, e estamos felizes por vê-lo sempre nessa lista. Além disso, no ano passado, a  editora Vida Nova publicou a versão impressa e revista de Desintoxicação Sexual. Vale a pena comprar e abençoar a igreja com esse livro.

5) 26 razões para parar de ver pornografia, Craig Gross e Jay Dennis. – O segundo colocado em 2011 também continua no top 10. Os autores compilam uma lista de 26 problemas que surgem na vida daqueles que veem pornografia e das pessoas ao redor delas. Mesmo sem desenvolver muito cada ponto, os leitores puderam perceber quão grave é esse vício. Muita gente comentou e agradeceu por tratarmos desse delicado assunto. Os dois últimos itens mostram isso.

4) 16 maneiras de encontrar uma esposa, Westminster Seminary California – Nesse texto bem-humorado, a equipe do WSC lista dezesseis situações em que um casamento foi armado na Bíblia. Embora a maioria não se aplique hoje, a pergunta e lição que esse post traz é importantíssima. A Bíblia nos ensina a maneira certa de conseguir uma esposa ou um marido? Saiba aqui por que esta é uma questão de liberdade e obediência cristãs.

3)  Cara, cadê sua noiva?, Kevin DeYoung. – Um dos textos mais visitados do ano passado, esse post levantou discussão por conta das fortes palavras que Kevin DeYoung levanta contra os eternos garotos da nossa geração. Mesmo sabendo que existem exceções, é um alerta importantíssimo para pastores e líderes da igreja evangélica. E um desabafo que muitas garotas guardavam.

A Cabana
“O fim do discernimento evangélico”

2) Jesus odeia religião? Talvez… na verdade, não, Kevin DeYoung. – Outro post tratando da relação (supostamente) complicada entre Jesus e religião. Aqui, Kevin DeYoung faz uma grande análise do popular vídeo “Jesus > Religião”, de Jefferson Bethke. Provavelmente você viu esse vídeo rodando as redes sociais ou mesmo em sua igreja. Vale a pena conferir a análise crítica e amorosa de DeYoung. Além disso, há um link para uma resposta de Bethke à exortação. Um exemplo de prática e amor bíblico.

1) A Cabana – O fim do discernimento evangélico, Albert Mohler Jr. – Apesar de lançado no Brasil há anos, o livro de William Paul Young ainda atrai atenção dos evangélicos brasileiros. Da mesma forma, esse post antigo (do começo de 2010) continua atraindo atenção e polêmica. Nesse texto, Mohler mostra que a ficção de A Cabana é bem mais problemática que a maioria dos leitores percebe. Um alerta para que tenhamos critérios bíblicos em nossa leitura.

 

Tags:

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.