Um aviso aos workaholics

por Mark Priestap

Mark Priestap e sua família
Mark Priestap e sua família

Permita-me falar pessoalmente sobre um pecado que afeta minha vida por há muito tempo: negligenciar os meios de graça na minha casa, sacrificando-os no altar da minha carreira.

Na minha profissão, é comum trabalhar muitas horas para cumprir prazos (muitas vezes, muitos prazos ao mesmo tempo). E como o trabalho não é muito braçal, é muito fácil se enrolar nele até perceber que passei um ano inteiro trabalhando tanto que negligenciei as principais coisas para as quais Deus me chamou, como oração, meditação, estudo e memorização das Escrituras, instrução da minha esposa e dos meus filhos e estar a par e cuidar dos problemas diários da minha família.

Deus nos mostra muito claramente em sua Palavra os meios de graça que um homem deve buscar se pretende ver bons frutos espirituais na árvore que é sua família. Considere o que Paulo fala ao pastor Timóteo em 1 Timóteo 4.13-16:

Até a minha chegada, dedique-se à leitura pública da Escritura, à exortação e ao ensino. Não negligencie o dom que lhe foi dado por mensagem profética com imposição de mãos dos presbíteros. Seja diligente nessas coisas; dedique-se inteiramente a elas, para que todos vejam o seu progresso. Atente bem para a sua própria vida e para a doutrina, perseverando nesses deveres, pois, agindo assim, você salvará tanto a si mesmo quanto aos que o ouvem.

Claro que seria um erro querer aplicar todas essas coisas aos pais, já que a maioria deles não é pastor. Mas pense nos meios pelos quais Deus salva, nessa passagem: através da leitura, exortação, ensino e imersão na Escritura.

Seria possível dizer que um pai que negligencia esses meios de graça de Deus não verá sua família sofrer? Não somos nós que balançamos a cabeça em desaprovação quando vemos pastores negligenciarem essas coisas e seus rebanhos são atacados pelos lobos? Assim também os pais devem se entregar diligentemente à essas coisas se desejam ver Deus frutificando em si mesmo e em suas famílias.

Não pense que você pode simplesmente levar a sua família à igreja por algumas horas por semana e depois deixar de lado os meios de santificação em seu lar. Assim como pastores que negligenciam os meios públicos de graça destroem seus rebanhos, os pais também destroem seus filhos quando rejeitam as disciplinas espirituais em seus lares. E pode ser até pior, já que isso os ensina a hipocrisia – ensina que a fé cristã consiste em manter os deveres morais em público enquanto a santidade pessoal é deixada de lado. Seria melhor que você fosse pagão do que o Evangelho de Cristo ser tão profanado assim.

Após anos negligenciando esse chamado essencial, a culpa pode ser avassaladora. Mas as belas palavras de Davi no Salmo 51 me guiam em direção ao conforto:

Tem misericórdia de mim, ó Deus, por teu amor; por tua grande compaixão apaga as minhas transgressões. Lava-me de toda a minha culpa e purifica-me do meu pecado.

E podemos saber com certeza que ele nos purificará e nos ajudará a cumprir nosso chamado espiritual, pois ele nos disse “E eu farei o que vocês pedirem em meu nome, para que o Pai seja glorificado no Filho” (João 14.13). Não dará Deus aos pecadores arrependidos aqueles frutos que eles desejam ver em suas vidas? Claro que sim. Essas coisas estão de acordo com a vontade dele, então ele as dará quando clamarmos a ele.

“Mas”, você diz, “eu não tenho fé para clamar assim, e já pequei por muito tempo para que ele tenha misericórdia de mim”. Companheiro pecador, lembre-se que Cristo não veio para salvar justos, mas pecadores como nós. Jesus disse “Não são os que têm saúde que precisam de médico, mas sim os doentes” (Marcos 2.17). Ele vai te dar o que você precisa. “Os sacrifícios que agradam a Deus são um espírito quebrantado; um coração quebrantado e contrito, ó Deus, não desprezarás.” (Salmo 51.17)

Então, companheiro workaholic, eu te digo que se você deseja as bênçãos de Deus que ele promete através dos meios de graça, não demore a arrumar sua vida e se desenrolar das coisas desse mundo que tão facilmente te deixam muito ocupado e cansado. Não estou dizendo que você deve deixar de trabalhar duro – longe disso! – mas estou sugerindo que você reflita se seus compromissos se tornaram ídolo e se você escolheu priorizar sua vocação profissional ao invés do seu chamado familiar. Se sim, eu digo que você deve se arrepender.

Descanse no Salvador e mantenha uma consciência limpa diante do Senhor. A grande alegria, paz e justiça que Deus quer te dar supera em muito os prazeres passageiros dessa vida. Regozije-se nele – permita que ele venha até você e cuide de você, como ele deseja, assim como Paulo orou:

“para que Cristo habite no coração de vocês mediante a fé; e oro para que, estando arraigados e alicerçados em amor, vocês possam, juntamente com todos os santos, compreender a largura, o comprimento, a altura e a profundidade, e conhecer o amor de Cristo que excede todo conhecimento, para que vocês sejam cheios de toda a plenitude de Deus” (Efésios 3.17-19)

Traduzido por Filipe Schulz | iprodigo.com

Tags: , , ,

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.