10 características do Sr. Controlador

por David Murray

Em qualquer discussão sobre abuso espiritual é importante distinguir entre autoridade e autoritarismo. Vamos começar com algumas definições amplas:

Autoridade é o uso lícito de autoridade lícita: Deus, a igreja, o estado ou uma empresa deram a alguém o direito de governar e guiar sua vida em certa área, e essa autoridade está sendo exercida nas áreas corretas do jeito certo.

Autoritarismo é o exercício de autoridade ilícita: é alguém que não recebeu autoridade sobre minha vida tentando governar e dirigir minha vida, ou alguém que tem autoridade em uma área limitada da minha vida tentando governar e dirigir outras partes ou cada parte da minha vida.

Autoritarismo também é o uso ilícito de autoridade lícita: Alguém que pega a autoridade que recebeu e abusa dela exercendo-a de maneiras que somente beneficia a ele e normalmente me atinge.

Definições nos ajudam um pouco, mas ilustrações nos levam além. Vamos observar algumas marcas do autoritarismo. Como ele se parece? Como eu o reconheço? Como eu sei se estou sendo autoritário ou apenas exercendo autoridade legítima? Como eu sei se estou sendo vítima do autoritarismo? Vamos ver se conseguimos construir uma descrição do “Sr. Controlador”.

  1. O Sr. Controlador tem fome de poder. Ele está sempre tentando ter mais controle sobre sua vida. Ele nunca está satisfeito em saber o que sabe sobre você, mas sempre quer saber mais. Ele nunca está contente com poder em uma ou duas áreas, mas quer poder em todas as áreas. Sua maior emoção é mandar em outras pessoas e torná-las subservientes.
  1. O Sr. Controlador nunca suspeita de que pode estar abusando do poder. Ele nunca diz: “por favor, me avise se você achar que estou passando dos meus limites”. Ele não identifica ou quase não percebe sua tendência de abusar do poder.
  1. O Sr. Controlador fica fácil e terrivelmente ofendido quando alguém questiona sua autoridade. “Como você ousa falar assim comigo!”, “Você sabe com quem está falando?”. Qualquer questionamento é visto como insubordinação, rebeldia, desrespeito, etc.
  1. O Sr. Controlador se enxerga mais como Rei que como servo. Ele raramente pensa ou pergunta: “Como posso servir você?”. Em vez disso, sua atitude mais comum é “como eu posso mandar em você?”. Seu alvo é ganhar mais controle, não oferecer mais ajuda. Ele empodera a si mesmo, e não os outros.
  1. O Sr. Controlador ameaça quando ameaçado. Quando sua autoridade é questionada ou desafiada, mesmo quando é feito de forma humilde e apropriada, ele adverte sobre as desagradáveis consequências para o questionador. Ele certamente nunca para para pensar: “eu me excedi em minha autoridade? Eu lidei com isso corretamente? Eu cometi um erro?”.
  1. O Sr. Controlador tem um longo registro. Sua posição de poder o permitiu construir um grande arquivo histórico de suas “vítimas”, o qual ele não hesita em usar (ou ameaça usar) quando necessário.
  1. O Sr. Controlador manda em vez de ensinar. Ele manda nas pessoas sem explicar por quê. “Apenas faça!”. Ele não gasta tempo ou se esforça para explicar seu jeito ou sua “liderança”. Ele prefere lei e sanção a ensinar, instruir e motivar. Ele teme que, se ensinar princípios e alvos, as pessoas poderão fazer as coisas sozinhas em vez de serem dependentes dele para tudo.
  1. O Sr. Controlador agarra-se ao poder. Diferente de líderes verdadeiros que amam treinar outros líderes e delegar poder a eles, ele se agarra ao poder e recusa-se a largá-lo. Afinal, obviamente ninguém é tão sábio e competente quanto ele.
  1. O Sr. Controlador odeia ser controlado. Geralmente, ele resiste a outra pessoa com autoridade sobre ele ou dizendo o que ele deveria ser ou fazer. Normalmente, ele é um crítico feroz de outras fontes de poder e autoridade ao seu redor. Ele pensa: “se conseguir enfraquecê-lo/a/os, eu me fortalecerei”.
  1. O Sr. Controlador não tem autocontrole. Essa é sua característica mais estranha. Você acharia que tamanho vício em controle produziria uma pessoa profundamente disciplinada. De forma alguma. Muitos controladores têm grandes déficits no quesito autocontrole. Talvez seja porque eles estão tão ocupados interferindo nas vidas dos outros que  negligenciam a sua própria. Talvez seja porque eles acham mais fácil dirigir e disciplinar outros. Eu não sei, mas preste atenção nisso. Por trás de muitas personalidades autoritárias há normalmente uma falta de autoridade bíblica, geralmente manifesta em moral deficiente ou temperamento ruim.

E lembre-se: há Sras. Controladoras também.

Tags: , , ,

Traduzido por Josaías Jr | Reforma21.org | Original aqui

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.