10 coisas que a submissão não é

por Jennifer Smidt

Jennifer Smidt
Jennifer Smidt, com seu marido Phil

1. Simplesmente, ou apenas, uma questão conjugal

Submissão é desígnio de Deus. É um reflexo da interação dentro da Trindade. Seja solteiro ou casado, submissão é uma questão central do coração que revela a dependência em relação a Deus. Para uma esposa, a submissão demonstra sua vontade de ceder à liderança ao marido em obediência e na crença da aliança de Deus com ela.

2. Degradante

As mulheres têm sido levadas a acreditar que submissão é, de alguma forma, humilhante. Ela não impõe qualquer tipo de situação secundária. A glória de Cristo foi submeter-se ao plano redentor de seu Pai para seus filhos; a glória da esposa é submeter-se ao plano de Deus de provisão e proteção para sua vida.

3. Silenciosa

Quando a submissão é retratada como uma opressão de censura, tanto o homem como a mulher perdem. Deus declarou que os homens necessitam de ajuda e deixá-los sem nossa oração penetrante é negá-los ajuda – exatamente aquilo que Deus disse que eles precisam. Submissão é usar sua voz para dizer palavras de graça e vigor na vida de seus maridos.

[tweet link=”http://iprodigo.com/?p=5464″]Mesmo nas circunstâncias mais difíceis, a alegria borbulha em um coração grato a Deus por quem ele é e o que ele dá.[/tweet]

4. Medrosa

Uma mulher com medo terá dificuldades em submeter-se ao seu marido. Uma mulher medrosa não confia sua vida inteiramente a Deus, o que faz confiar seu futuro a um homem uma causa impossível. Submissão a Cristo é libertar-se do medo e descansar no caráter e provisão de Deus, entregues a ela através de seu marido.

5. Triste

Uma esposa triste é uma esposa ingrata. Como Jesus disse, submissão é: “Não seja feita a minha vontade, mas a tua.” Encontra-se grande alegria em fazer a vontade de Deus. Mesmo nas circunstâncias mais difíceis, a alegria borbulha em um coração grato a Deus por quem ele é e o que ele dá.

6. Sufocante

É uma mentira quando as mulheres submissas são retratadas como se tivessem suas liberdades atrofiadas ou limitadas. Submissão é um lugar seguro onde estamos aptas a expressar nossos dons e criatividades para a glória de Deus e beneficiar nossos maridos.

7. Estúpida

Não é uma coisa estúpida a se fazer, nem te torna uma idiota. Não há nada do pensamento “Deixo meu cérebro do lado de fora (antes de entrar em casa) porque quem manda é meu marido” como o mundo muitas vezes retrata. Submissão é a resposta de uma mulher inteligente que conhece a Bíblia e acredita que o projeto de Deus é o melhor.

[tweet link=”http://iprodigo.com/?p=5464″]Submissão é a resposta de uma mulher inteligente que conhece a Bíblia e acredita que o projeto de Deus é o melhor.[/tweet]

8. Fraca

Mulheres submissas não são fracas. Elas não se contentarão em ser apenas capachos. A postura de submissão é força, voluntariamente colocada abaixo da autoridade de outro. Nossos maridos precisam do nosso melhor. Nosso melhor é o poder que vem somente de Cristo, assim como nós dependemos d’Ele mesmo para refleti-lo a nossos maridos.

9. Automática

Um espírito submisso não é algo que aparece magicamente no momento que você diz “Eu aceito” lá no altar. É uma resposta do coração que toda mulher começa a cultivar quando primeiro nos submetemos a Cristo. Esposas terão as áreas de submissão de seus corações expostos a Deus. Uma esposa que se submete de bom grado e graciosamente a seu marido sempre terá o centro de seu coração submisso a Cristo.

10. Focada em si mesma

Um verdadeiro coração submisso não precisa se preocupar em cuidar de si mesmo. O coração submisso não pergunta: “O que eu vou receber?”, mas sim: “Como posso servir a Deus e meu marido com minha vida?”

Traduzido por André Carvalho | iPródigo.com | Original aqui

Tags: , , ,

Você está autorizado e incentivado a reproduzir e distribuir este material em qualquer formato, desde que informe o autor e o tradutor, não altere o conteúdo original e não o utilize para fins comerciais.